Por que a saúde mental é cada vez mais importante para as empresas?

Saúde Empresarial
4/03/2018

Por: Marketing Pulso Seguros

Ambiente competitivo, metas ambiciosas, longa carga horária e eterna busca para conciliar a vida profissional com as necessidades pessoais. Essa tem sido a rotina de muitos trabalhadores em um mercado cada vez mais propenso a gerar problemas de saúde mental. Como lidar com isso? Qual é a importância do seguro saúde neste contexto? Como o empresário pode auxiliar na qualidade de vida dos seus colaboradores?

Estas são algumas das dúvidas mais comuns dos gestores, principalmente em razão da elevada incidência de doenças e transtornos mentais como estresse, ansiedade, síndrome do pânico e depressão, dentro dos ambientes corporativos.

ambiente organizacional é um espaço onde as pessoas passam grande parte de seus dias. Para conviver tão longos períodos no mesmo local é fundamental criar um clima saudável, que ofereça condições para que o funcionário seja produtivo e entregue bons resultados, sem que, pra isso, comprometa o seu bem-estar.

Fatores de risco para a saúde mental dentro das empresas

De acordo com dados do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde, 12% da população brasileira (cerca de 23 milhões de pessoas) necessita de algum tipo de atendimento na área de saúde mental.

Desse total, pelo menos 3% sofre com transtornos mentais mais críticos. Muito embora as políticas e discussões envolvendo o tema levem em consideração principalmente as doenças graves (transtorno bipolar e esquizofrenia), as mais prevalentes no ambiente corporativo ainda são a ansiedade, o transtorno de ajustamento e a depressão.

Neste contexto, problemas como o assédio psicológico e a pressão para atingir metas e alcançar resultados são causas frequentes relacionadas ao estresse no ambiente de trabalho, apresentando riscos para os trabalhadores. Outro fator atrelado às doenças mentais são questões relacionadas à ameaça do desemprego e um ambiente de trabalho inadequado.

As consequências podem representar um custo alto para os empregadores, já que além de influenciar na produtividade, elas também estão atreladas ao aumento da rotatividade e a qualidade das atividades desenvolvidas pelos profissionais.

Para evitar o problema, as empresas devem intervir, adotando estratégias específicas voltadas para a integração da saúde e bem-estar. Isso, por meio de ações de prevenção, identificação precoce do problema, apoio ao profissional e encaminhamento para o tratamento adequado.

Neste sentido, é importante que as empresas adotem iniciativas focadas na saúde mental e física dos seus funcionários, proporcionando um ambiente de trabalho mais adequado e saudável para todos. É importante lembrar que um indivíduo passa grande parte do seu dia no trabalho. Por isso, a experiência vivenciada neste ambiente deve promover a satisfação e não o contrário.

Benefícios da promoção da saúde mental dos colaboradores

Muitas companhias já entenderam a importância de promover práticas que reduzam a tensão dentro do escritório, influenciando positivamente no desempenho de seus funcionários. Entre as vantagens, estão diversos ganhos indiretos, já que, estando mais saudáveis, há mais chances de os colaboradores produzirem mais e exercer com maior qualidade as suas funções.

Dados indicam que, em um clima organizacional mais agradável, é menor as chances de a empresa ter perdas causadas por absenteísmo, em função de faltas, atrasos constantes ou desligamento do trabalhador. Isso gera economia para a empresa, que passa a ter menos gastos em função de demissões, novas contratações e treinamentos.

Práticas para promover a saúde mental na empresa

Um ambiente de trabalho mais acolhedor e agradável, pensado para reduzir agentes causadores de estresse e tensão, oferece o cenário ideal para colaboradores mais produtivos. Esses, por sua vez, têm tanto um desempenho individual satisfatório, quanto um bom rendimento trabalhando em equipe.

Algumas medidas simples e de baixo custo para a empresa podem gerar impacto positivo considerável na rotina de um funcionário. Sofrer diariamente com a superlotação do metrô nos horários de pico? Que tal se a companhia oferecer um bicicletário para o colaborador chegar ao escritório pedalando?

Outras melhoram a qualidade de vida e estimulam mais a produtividade do colaborador. Permita, por exemplo, opções de horários de expediente mais flexíveis, tenha cuidado com a ergonomia dos móveis dispostos no escritório e conceda espaços relaxantes para coffee breaks e lazer.

Oferecer atendimento e orientação psicológica dentro da empresa e inserir, no expediente, palestras com profissionais para aperfeiçoar o rendimento e diminuir a tensão também rendem bons resultados. Além de expressar preocupação da empresa com a saúde mental de seu colaborador.

Já os gestores podem ser orientados a oferecer feedbacks constantes e promover dinâmicas de grupo entre suas equipes. Um programa de benefícios (como cursos, viagens, massagens e outros serviços) é um estímulo para o colaborador alcançar metas. Da mesma forma, ele poderá se sentir desafiado a superar desafios e gerar mais resultados se a empresa tiver traçado um plano de carreira.

Também é importante estar atento ao que acontece dentro da empresa, promovendo o combate ao assédio moral por meio de orientações direcionadas aos gestores e do apoio aos colaboradores. Pois, eles devem ser estimulados pela empresa a compartilhar este tipo de problema, que muitas vezes permanece escondido, às vezes por vergonha ou por medo de perder o emprego.

Uma política interna de valorização do trabalho e a criação de um ambiente mais colaborativo são outras práticas que influenciam positivamente na redução desses fatores.

Como o seguro saúde pode ajudar na qualidade de vida dos seus colaboradores

Se uma empresa está com um número elevado de casos envolvendo problemas de saúde mental é preciso acender um sinal de alerta, traçando estratégias que vão desde os aspectos preventivos até os corretivos.

Na prevenção, como já mencionamos, é preciso entender o contexto no qual estes problemas estão surgindo e de que forma a empresa pode adotar políticas e práticas visando a redução dos casos entre os funcionários.

Sob a ótica corretiva, o seguro saúde se apresenta como um elemento imprescindível no processo, uma vez que permite a empresa oferecer um atendimento médico de qualidade, assistindo o seu funcionário desde a etapa de diagnóstico até o encerramento do tratamento.

O seguro saúde deve ser escolhido levando em consideração as particularidades de cada empresa. Para garantir uma escolha adequada é fundamental buscar uma  corretora de seguros séria e reconhecida no mercado.

Neste artigo, explicamos a importância de empresas investirem na saúde mental dos funcionários. A partir de exemplos de algumas práticas, destacamos os benefícios que ela pode proporcionar ao ambiente de trabalho, evitando perdas e aumentando a produtividade.

Agora que você já conhece um pouco mais das práticas que podem colaborar com a saúde mental dentro das organizações e a importância do seguro saúde no contexto empresarial, que tal aprofundar o seu conhecimento? Descubra como estimular os seus colaboradores a terem hábitos mais saudáveis.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo