Saúde + Odonto: quando os planos conjugados valem a pena?

Saúde Empresarial
22/06/2018

Por: Milena

Planos de saúde são uma importante ferramenta para empregadores. Oferecer esses benefícios traz maior tranquilidade aos gestores e funcionários, aumenta a atratividade da empresa e se reflete na produtividade. Todas essas vantagens podem ser ampliadas quando se estendem aos cuidados com a boca e os dentes.

Para empresas que querem oferecer esses dois benefícios de uma maneira mais econômica e com menos esforço de gestão, uma boa opção são os planos conjugados, aqueles que já trazem, no mesmo produto, plano de saúde e odontológico.

Neste artigo, vamos explicar com mais detalhes as vantagens de oferecer essa assistência aos seus funcionários e as principais vantagens do modelo conjugado.

Como funciona um plano conjugado?

Plano de saúde e plano dental são dois produtos independentes, que obedecem a critérios e, usualmente, a regras diferentes. Por isso, não é incomum que haja empresas que só oferecem planos de saúde e outras que só trabalham com atendimento odontológico.

Só que quando você quer oferecer ambos os benefícios à sua equipe, contratar uma só empresa que forneça tanto o plano de saúde como o odontológico pode ser uma vantagem. Afinal, com os dois serviços concentrados em um mesmo fornecedor, a tendência é de que o preço final seja menor do que se os produtos fossem comprados separadamente.

Outro ganho certo está na integração entre a empresa, os funcionários/usuários e a operadora. Nos planos conjugados, há a garantia de que o atendimento será basicamente o mesmo para os dois planos. Diferentemente do que aconteceria ao ter fornecedores distintos (nesse caso, cada um trabalha sob regras e com estilos de atendimento particulares).

Ao consolidar os dois planos em uma mesma operadora, a empresa possibilita que seus empregados assinem menos papéis, tenham menos números de Serviços de Atendimento ao Usuário para ligar e que não tenham de lidar com procedimentos completamente diferentes para marcação de consultas, obtenção de reembolsos, recebimento de extratos para o Imposto de Renda e outras atividades mais burocráticas que fazem parte da vida de quem usa planos de saúde.

Por que ter plano de saúde?

Não vamos nos deter muito nessa explicação. Se você está considerando a possibilidade ou, ao menos, tem a curiosidade de saber o que é um plano conjugado é porque já percebeu que o plano de saúde é um benefício dos mais importantes.

Vale, porém, lembrarmos que um plano de saúde impacta diretamente a qualidade de vida do funcionário e a própria percepção que ele tem da empresa. E isso é ainda mais verdadeiro no cenário atual, quando se torna cada vez mais difícil (e caro) conseguir planos de saúde na modalidade pessoa física.

Entre os principais efeitos diretos de se manter um plano de saúde na empresa, estão a possibilidade de deduzir o custo dele na declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, o aumento do rendimento real dos funcionários por meio desse benefício, maior satisfação no ambiente de trabalho e mais produtividade e rentabilidade, além da redução de faltas e ausências por motivos de doença.

Esses benefícios todos são multiplicados se o plano for conjugado, isto é, estendendo a prevenção à saúde bucal.

Por que investir em plano odontológico?

Apesar de já terem alcançado mais de 20 milhões de usuários no Brasil, a maioria deles em linhas de produto empresariais, os planos odontológicos ainda podem crescer muito. Hoje, eles têm menos da metade dos usuários dos planos de saúde e atingem pouco mais de 10% da população brasileira.

Não é surpresa, portanto, que quando se fala em benefícios empresariais para funcionários, os planos odontológicos estejam fora do topo do mais populares, perdendo para o plano de saúde, o vale-alimentação e a participação nos resultados, entre outros. Mas o fato é que as pessoas valorizam esse serviço que, segundo pesquisa da ANS, cresceu 500% em oito anos.

Por isso, acrescentar o plano dental ao seu pacote de benefícios é uma maneira de atrair e reter talentos. Afinal, diante da possibilidade de ficar sem esse atendimento, seu colaborador vai pensar duas vezes antes de deixar a equipe. Por outro lado, para funcionários novos, o atendimento odontológico pode significar uma segurança que vai resultar na preferência por trabalhar na sua organização.

Isso porque é de amplo conhecimento que os tratamentos odontológicos são de alto custo e pouco acessíveis para a maior parte da população, que acaba abrindo mão deles. Além disso, existem as revisões periódicas, a cada seis meses ou um ano, que aumentam ainda mais os custos.

Um bom plano, segundo a Agência Nacional de Saúde, deve incluir, no mínimo, os procedimentos de consulta, urgência e emergência, restaurações, limpeza e tratamento de gengiva. Isso significa que seu funcionário e seus familiares terão acesso a esse pacote sem custo adicional.

Vantagens dos planos odontológicos

Para ajudar na hora de fazer as contas, é importante levar em consideração que os planos dentais têm algumas vantagens em relação aos de saúde e a outros benefícios oferecidos pelas organizações. Confira três abaixo:

1. Custo reduzido

O preço de um plano odontológico é realmente muito acessível se comparado ao custo dos demais benefícios. Para se ter uma ideia, proporcionalmente, o custo do plano odontológico varia em torno de 10 a 20% do preço do de saúde. Se a opção for um plano conjugado, o valor pode ser ainda menor em função dos ganhos de direcionar os dois produtos para um só fornecedor.

Com o preço baixo, é viável para algumas empresas cobrir 100% do custo, aumentando a vantagem do colaborador ao obter esse benefício.

2. Equipe mais satisfeita e produtiva

Como vimos acima, a saúde impacta em cheio a qualidade de vida e a produtividade — e quando se trata do bem-estar bucal não é diferente. Problemas nos dentes e na boca acarretam faltas, atrasos, afastamentos por doença e podem resultar em queda da produtividade e da qualidade do trabalho entregue por seu funcionário.

Ao cuidar dos dentes, o seu colaborador estará também zelando pela saúde como um todo, evitando doenças que podem impactar sua vida pessoal e profissional. Ganham as pessoas e a empresa.

3. Maior flexibilidade na adesão de dependentes

Diferentemente dos planos de saúde e de outros benefícios, o plano odontológico pode ser estendido para grande parte da família, como os pais. Outras seguradoras são ainda mais flexíveis e estendem o benefício a parentes de segundo grau. No entanto, vale lembrar que se o plano for conjugado essa regra não se estende ao plano de saúde, que continua cobrindo apenas parentesco direto.

Neste post, vimos o que são os planos de saúde conjugados, como eles funcionam e a importância de oferecer aos seus colaboradores a oportunidade de cuidar da saúde da boca e do restante do corpo. Ponto a mais se o plano for conjugado, o que representa economia de tempo e dinheiro.

Se quiser saber mais sobre planos de saúde, conjugados ou não, entre em contato com a Pulso Seguros. Nossa equipe vai tirar suas dúvidas e indicar a melhor opção para a necessidade da sua empresa.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo