Como saber se vale a pena investir em plano dental?

Saúde Empresarial
2/07/2018

Por: Milena

A preocupação com a saúde e o bem-estar deve incluir os cuidados com os dentes. Afinal, muito além da estética, a saúde bucal não é só uma questão de aparência e pode ter reflexos em todo o corpo. Por essa razão, ter um plano dental pode ajudar você e sua família a manterem a saúde em dia.

Existem diversas vantagens em adquirir um plano odontológico. Com o benefício, fica mais prático localizar profissionais de acordo com a especialidade buscada, ser encaminhado para exames ou outros dentistas e realizar tratamentos dentários.

A principal vantagem é que você não precisa esperar ter uma cárie, inflamação na gengiva ou formação de placa para ir ao dentista. Com o plano, você tem acesso a tratamentos preventivos que ajudam a manter a saúde dos seus dentes e consegue se programar melhor para fazer consultas regularmente. Continue a leitura para entender mais.

A importância da saúde dental

Manter uma boa higiene e cuidar dos dentes é tão indispensável que já se tornou comum afirmar que a saúde começa pela boca. Isso se torna ainda mais verdadeiro quando notamos que problemas dentários podem ter reflexos em outras partes do corpo, trazendo a complicação de doenças.

A correta higienização oral é indispensável para evitar a proliferação de bactérias e fungos na boca. Entre os danos e doenças causados pela falta de cuidados dentários, estão cáries, tártaros, inflamações da gengiva (se for no estágio inicial, chamamos de gengivite. No mais avançado, chama-se periodontite) e perda de tecido de suporte bucal.

Os prejuízos para a saúde podem ser ainda maiores: a má higiene bucal pode ser responsável por infecções, como a endocardite bacteriana (que afeta as válvulas cardíacas ou da superfície do coração e é considerada grave). Não por acaso, um quadro de saúde bucal comprometida aumenta o risco cardiovascular e pode ocasionar a complicação da diabetes. Há casos de agravamento de doenças pulmonares e, em mulheres grávidas, partos prematuros.

Principais tratamentos e prevenção

A visita regular ao dentista é essencial para manter a saúde dental em ordem. Um dos momentos mais importantes da consulta é a orientação do dentista e esclarecimentos ao paciente sobre a forma adequada de fazer a higienização oral.

É fundamental que o paciente faça a escovação correta e regular dos dentes após as refeições, ao menos três vezes ao dia, e utilize o fio dental. O hábito ajuda a eliminar resíduos de alimentos entre os dentes e evita a formação de placa bacteriana.

Na visita ao dentista, que deve ser realizada com frequência, o profissional também realiza procedimentos para tratamento e prevenção de doenças de origem bucal. Cabendo desde uma profilaxia profissional completa (para remoção de manchas do esmalte dentário) e, se necessário, raspagem periodontal (para eliminar cálculos acima ou embaixo das gengivas).

Entre as principais áreas que realizam tratamentos e procedimentos de prevenção mais comuns, estão:

  • odontopediatria (focada em crianças e bebês);
  • periodontia (envolve cuidados com os tecidos ao redor dos dentes);
  • dentística restauradora (trata as partes estética e funcional dos dentes);
  • endodontia (trata doenças e lesões que afetam a raiz dentária e a polpa dentária);
  • ortodontia (utiliza diversos tipos de aparelhos para ajudar a movimentar os dentes e reposicioná-los);
  • implantodontia (insere implantes dentários novos ou reabilita os antigos, se for o caso);
  • odontogeriatria (focada em idosos e trata problemas associados ao envelhecimento).

Consultas ajudam na prevenção

A visita ao dentista é um ponto importante na nossa agenda, devendo ser levada a sério pelo paciente. Da mesma forma que visitamos um médico com certa periodicidade, a consulta com um dentista deve ser feita regularmente.

É nesse momento que o paciente tem a oportunidade de tirar dúvidas com o dentista e rever alguns de seus hábitos alimentares e higiênicos que possam estar prejudicando a sua saúde bucal ou comprometendo a eficácia de algum tratamento.

Além de indicar bons hábitos e a forma correta para a escovação, o cirurgião-dentista deve orientar o paciente a dar continuidade ao tratamento em casa e indicar a escova com o melhor formato para a necessidade dele, de acordo com o tamanho da boca do paciente, o nível de maciez das cerdas e o formato da cabeça da escova.

Esse é também o melhor momento para o dentista identificar e prevenir possíveis doenças que, se não forem tratadas, podem tomar conta da boca do paciente.

A frequência indicada para ir ao dentista

A frequência para realização de consultas pode variar de acordo com a necessidade de cada paciente. Geralmente, é recomendado que o intervalo médio entre as consultas seja de seis meses.

Mas para crianças com incidência de cáries, por exemplo, pode ser indicado um intervalo de quatro meses, para controle da atividade — se a criança ingere muito açúcar e doces, o cuidado pode ser maior. O mesmo período é o mais recomendado para pacientes em tratamento de doença periodontal crônica.

Casos de doenças específicas, como problemas de tártaro ou gengivite, seguem a orientação do dentista para a definição da frequência das consultas. Fumantes e aqueles que consomem bebidas alcoólicas regularmente também devem conversar com o profissional para definir a média das visitas, já que ambos os hábitos prejudicam a saúde dos dentes.

Quem passa por tratamento ortodôntico precisa ir ao dentista com ainda mais frequência. O mais comum é que a visita seja mensal, para que sejam avaliadas as condições de limpeza da boca (e do aparelho) e para que a posição dos dentes seja analisada. O profissional vai realizar a manutenção e verificar se não há peças quebradas ou fios tortos no aparelho, o que poderia comprometer a eficiência do tratamento.

Neste post, falamos sobre a importância da saúde bucal e demos alguns bons motivos para adquirir um plano odontológico. Afinal, conforme vimos acima, estar com a saúde dental em dia é importante para equilibrar a saúde de todo o corpo e vai muito além do benefício estético de exibir um belo sorriso.

Se essas informações foram úteis e você deseja ter acesso aos nossos próximos conteúdos, não deixe de seguir os perfis do nosso blog nas redes sociais Facebook e LinkedIn.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo