Bike e afins: 8 dicas para ciclistas iniciantes!

Estilo de Vida
14/09/2018

Por: Milena

Você sabia que existem, pelo menos, três boas razões para iniciar-se no uso de uma bike: transporte alternativo, atividade física saudável e ciclismo como esporte/lazer. Então, qual acha que pode ser a sua motivação?

Fato é que, qualquer que seja, ela certamente será muito saudável. Além disso, você pode praticar sozinho — se preferir — ou participar de grupos que se formam facilmente entre os ciclistas aficionados.

Para quem está dando início às primeiras pedaladas, algumas dicas podem tornar essa experiência mais fácil e segura. Com o tempo, você mesmo será capaz de dar outras recomendações que a experiência lhe mostrará.

Continue neste post e conheça 8 dicas imperdíveis para os iniciantes no mundo das bikes e afins!

1. Escolha e use um capacete

Depois da escolha da bike, o capacete é o item de maior importância e deve ser priorizado após a decisão de começar a pedalar. Embora, equivocadamente, ainda não conste como item obrigatório no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ele é o principal apetrecho de segurança do ciclista.

Existem capacetes para todos os gostos e possibilidades, e o mercado oferece modelos e preços diversos. Capacetes mais modernos são fabricados em EPP (polipropileno expandido) e em EPS (poliestireno expandido). Quando comparados àqueles produzidos com materiais tradicionais, essas opções oferecem a vantagem de tornar o capacete bem mais resistente a impactos e à umidade.

Na hora de escolher o seu, considere os seguintes aspectos:

  • que seja construído com material de qualidade;
  • que proporcione boa ventilação;
  • que apresente um fácil travamento na cabeça.

2. Instale uma buzina em sua bike

A buzina ou campainha na bike é um dos acessórios que constam como exigência do CTB. Portanto, não se esqueça de sua instalação. Existem modelos diversos com sonoridades diferenciadas. Escolha um que esteja mais adequado ao seu perfil.

Alguns praticantes consideram que nas grandes cidades, com o barulho do trânsito e os vidros dos carros fechados, os motoristas não ouvem a sinalização da bike. Ainda assim, a buzina é muito importante para, principalmente, chamar a atenção de pedestres distraídos e evitar acidentes.

3. Use a roupa mais adequada para o período do dia

Se não for apenas um transporte para o trabalho, utilize a roupa mais adequada para o ciclismo e para o período do dia. A camiseta, por exemplo, deve ser feita em tecido que facilite a transpiração e ofereça uma boa sensação térmica. Além disso, deve dispor de bolsos estratégicos, pois, não tenha dúvida, você vai precisar.

Existem modelos de bermuda que aumentam o conforto e evitam assaduras que podem ser comuns em iniciantes. Considere que diferentes bermudas, em modelos masculino e feminino, estão disponíveis no mercado.

Um detalhe que deve ser observado com atenção: nas pedaladas noturnas, faça uso de roupas claras. Assim, em razão do trânsito de veículos ou de pessoas, você será mais facilmente percebido no escuro, reduzindo as possibilidades de acidentes.

4. Faça um bom ajuste da altura do selim

Quanto mais baixo estiver o selim, maior será o esforço exigido dos joelhos — isso pode levar ao cansaço mais cedo. Assim, antes de sair, dê uma boa regulada na altura do selim.

Para isso, suba na bike e, com um pé no pedal na posição mais baixa, regule o selim de modo que essa perna fique quase esticada. Você deve fixar o selim nessa posição. De qualquer modo, faça um ajuste fino experimentando. O ideal é a posição mais cômoda e com o menor esforço ao pedalar.

5. Aprenda a fazer pequenas manutenções de emergência

Sua bike é uma máquina e, como qualquer equipamento, requer manutenção e ajuste periódicos. Você deve estar em condições de efetuá-los em situações de emergência, em especial quando estiver pedalando sozinho.

Assim, é recomendável, pelo menos, saber como:

  • fazer a regulagem do guidão, do selim e dos freios;
  • reinstalar a corrente solta;
  • remendar uma câmara de ar furada;
  • centralizar as rodas.

Essas demandas podem surgir em qualquer momento. Desse modo, esteja preparado e não seja pego de surpresa. Para esses cuidados, há necessidade de um pequeno kit de ferramentas e material para remendo que você deve saber utilizar e levar consigo sempre que sair.

Além disso, considere fazer um bom seguro para sua bike. Existem diferentes coberturas possíveis. Você verá que se trata de uma excelente iniciativa que pode livrá-lo de muita dor de cabeça.

6. Faça alongamento antes e depois de pedalar

A prática do ciclismo, sob qualquer forma e por qualquer motivo, exige a utilização de diversos músculos do corpo. Do mesmo modo, algumas articulações vão trabalhar de maneira repetitiva, com esforço contínuo.

Por esse motivo, a adoção do alongamento antes de subir na bike é uma atenção com o próprio corpo que não deve ser dispensada, em especial se estiver saindo do sedentarismo. Com isso, você prepara a musculatura e lubrifica as articulações para o trabalho que elas vão executar.

Existem diversos movimentos e posições próprios para alongar o corpo antes e depois da pedalada. Procure aqueles que mais se adequam a você e não deixe de utilizá-los. Seu corpo agradecerá!

7. Respeite os seus limites

Como qualquer prática física, a adequação aos esforços do ciclismo é gradativa. Desse modo, conheça os seus limites, isto é, não exagere na pedalada e permita que seu organismo vá se adaptando.

Tenha calma. Rapidamente você vai se acostumar e incluir um pouco mais de trecho no percurso a cada vez que sair com sua bike. Nesse sentido, leve em conta que existe a volta. Então, toda a extensão que você percorrer será apenas metade do caminho. Faça suas estimativas de destino respeitando os limites do seu condicionamento físico atual para que o retorno não seja um sacrifício.

8. Escolha locais conhecidos para começar a pedalar

Inicialmente, escolha apenas locais conhecidos para rodar com sua bike. Além disso, sempre que estiverem disponíveis, dê preferência a ciclovias. Isso não se trata apenas da segurança contra acidentes. A própria bike, o seu celular e outros apetrechos estarão sob menos riscos de furto.

Com o tempo, você naturalmente vai explorar novos percursos. Mas isso é para mais tarde, quando já se sentir mais seguro e experiente. Na verdade, uma grande vantagem do uso da bike é a possibilidade de conhecer novos ambientes. Essa é uma característica comum a quase todos os praticantes.

Então, com essas dicas, você está preparado para se introduzir nessa prática fascinante que é o ciclismo. Feliz bike e boas pedaladas!

Gostou deste post? Continue conosco em nossas redes sociais — Facebook e LinkedIn — e conheça mais sobre a segurança de que você precisa em todos os momentos da sua vida!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo