Como evitar acidentes domésticos comuns no dia a dia?

Residencial
12/09/2018

Por: Milena

Os acidentes domésticos podem colocar a saúde e a integridade física de sua família em risco e, apesar de terem causas simples, essas situações se repetem com frequência nos lares brasileiros.

Vivemos preocupados com a violência urbana e com os índices de roubos e assassinatos. No entanto, a verdade é que o perigo pode estar mais perto, dentro de nossa própria casa.

Neste post, apresentaremos os principais pontos de insegurança dentro de uma residência e boas práticas para evitar acidentes e manter sua família sempre segura. Acompanhe!

Situações que desencadeiam acidentes domésticos

Você já se queimou com uma panela? Esqueceu o forno ou fogão aceso? Cortou-se com uma faca? Pois é, essas situações são bem comuns e a maior parte das pessoas já se envolveu em um pequeno acidente doméstico.

O problema é que, dentro de casa, há uma série de situações que geram risco ao bem-estar humano e podem evoluir para um quadro grave em poucos instantes. Dentre os pontos que merecem nossa atenção, alguns se destacam, como:

  • fiação elétrica defeituosa e exposta;
  • problemas de vasão em canos;
  • objetos pontiagudos;
  • escadas sem elementos de segurança;
  • piso irregular;
  • janelas sem proteção para crianças.

Aliás, quem tem crianças em casa precisa redobrar a atenção. Isso porque elas são as principais vítimas.

Dados da ONG “Criança Segura” informam que, das mortes de crianças registradas no país, 24,5% são decorrentes de afogamento; 22,1%, de sufocamento; e 5,6%, de queimaduras. No caso das internações, 46% é gerada por quedas, e 18%, também por queimaduras.

Boas práticas que salvam vidas

Apesar de ser um problema comum, simples atitudes podem fazer toda a diferença quando o assunto é segurança doméstica.

No Brasil, cerca de 37% dos feridos atendidos em hospitais são vítimas de acidentes domésticos e, para que você ou um ente querido não aumentem essa estatística, é interessante adotar algumas estratégias. Acompanhe!

Instale grades e proteções nas janelas

As janelas são um ponto crítico dentro de uma residência, especialmente em apartamentos localizados em andares superiores. Por isso, o ideal é instalar proteções que evitem quedas e outros acidentes.

Cubra as tomadas

Quem tem filhos já sabe: eles têm uma curiosidade peculiar pelas tomadas. Um pequeno descuido pode representar uma descarga elétrica, por isso, instale protetores para que não seja possível inserir objetos ou os dedos nos orifícios.

Mantenha o botijão afastado do fogão

Essa é uma prática que, felizmente, está se tornando comum. Antigamente, o fogão ficava dentro da cozinha e isso, por si só, representava um grande risco. Ao planejar esse ambiente, lembre-se de manter o botijão afastado do fogão.

Instale corrimão nas escadas

As escadas são grandes vilãs, especialmente para crianças e idosos. Para torná-las mais seguras, você pode apostar na instalação de um corrimão. Desse modo, os moradores poderão subir e descer em segurança.

Armazene e manuseie produtos químicos adequadamente

Os índices de intoxicações com produtos químicos são relevantes e, na maior parte dos casos, estão relacionados à falta de cuidado no manuseio e no armazenamento desses itens. Por isso, é importante mantê-los longe do alcance das crianças e seguir as orientações do fabricante durante o uso, utilizando luvas e máscaras.

Contrate um seguro residencial

Por último, temos a contratação de um seguro residencial. Essa apólice traz mais tranquilidade aos moradores, garantindo indenizações em caso de furto e roubo, incêndios, explosões, danos elétricos e vazamento nas tubulações, por exemplo.

Além disso, essa modalidade de seguro oferece assistência 24 horas e pode ajudá-lo bastante, caso você perca as chaves de casa ou em outras situações emergenciais. Enfim, essa é uma proteção que minimiza os transtornos desses sinistros e protege o seu patrimônio.

Conforme visto, os acidentes domésticos são corriqueiros no dia a dia do brasileiro. No entanto, é possível prevenir a maior parte desses problemas adotando estratégias inteligentes. Agora que você já conhece essas boas práticas, não perca tempo e comece a investir na segurança de seus familiares e de sua residência.

Gostou do post? Quer receber mais conteúdos como este? Basta assinar a nossa newsletter! É rápido e 100% gratuito!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo