Aguarde

Pulso

Quais são os procedimentos do seguro na hora da troca de carro?

Automóvel
6/04/2018

Por: Milena

Encontrar um automóvel ideal é uma tarefa complexa, afinal, é preciso achar um modelo com as características desejadas e cujo valor caiba no orçamento.

Quando, finalmente, aparece um possante para chamar de seu, com o ano, a cor e a versão ideais, bem como documentação em dia, o negócio é, finalmente, fechado. Mas antes de começar a rodar por aí, é imprescindível tomar uma importante providência em prol da segurança do seu patrimônio recém-adquirido. Acompanhe o post e fique por dentro de como proceder em relação ao seguro na troca de carro!

É possível transferir o seguro na troca de carro?

Sim. A transferência é um procedimento previsto e bastante comum. Afinal, a maioria das pessoas deseja manter o seguro para preservar as condições adquiridas ao longo do tempo de relacionamento com a empresa seguradora.

Porém, ainda há quem pense ser necessário esperar o vencimento da apólice para trocar de carro. Tal medida, no entanto, não é necessária ou tampouco recomendada. Deve-se atualizar o seguro o quanto antes, tão logo esteja de posse do carro novo.

Quais são as exigências para fazer a transferência?

Como explicado, o seguro auto não precisa ser cancelado em caso de mudança de veículo durante o período de vigência de um contrato. A única exigência é que o novo automóvel esteja registrado no nome do mesmo segurado.

Sendo assim, a transferência não pode ser feita entre titulares distintos  exceto nos casos de cônjuges ou pais e filhos.

Quais são as vantagens de manter o seguro?

As vantagens de manter o mesmo seguro na troca de carro são diversas, a começar pela continuidade dos descontos e bônus conquistados ao longo do tempo. Com a transferência, as condições especiais e personalizadas são preservadas.

Por exemplo: o bônus, histórico de bom motorista comprovado pela ausência de registros de sinistros , o desconto por inexistência de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CHN) o que, para algumas seguradoras, rende descontos no valor do seguro auto , não são esquecidos.

Por que é preciso solicitar o endosso na apólice?

O endosso, também chamado de aditamento, é um procedimento básico necessário para a atualização de dados decorrente de alguma mudança que tenha interferência na cobertura do seguro.

No caso do seguro auto, trata-se da formalização da troca do carro. Sem o endosso, o contrato se torna inválido e o segurado deixa de proteger tanto o veículo antigo como o recém-adquirido. Assim, se houver algum sinistro, não há cobertura.

Por isso, sempre que trocar de carro é preciso pedir um endosso de substituição do veículo na apólice. O procedimento é realizado todas as vezes em que há a transferência de propriedade de um determinado bem.

Quais são os passos em relação à seguradora?

Ao encontrar um veículo que atenda aos desejos e necessidades de sua família e decidir fechar o negócio, existe uma série de etapas simples que precisam ser cumpridas para garantir a continuidade da cobertura para o seu novo bem. Acompanhe:

1. Avise a corretora

Entre em contato com o seu corretor de seguros e comunique-o da troca para que ele dê início aos procedimentos de substituição do veículo no contrato.

Esse profissional também vai orientá-lo se existe a necessidade de fazer a vistoria prévia antes de pedir o endosso de substituição.

A saber: a menos que o veículo seja 0 km e ainda não tenha sido retirado da concessionária, a vistoria é obrigatória. Ou seja, sempre que se tratar de um seminovo ou de um modelo usado, a vistoria prévia é exigida.

2. Solicite o endosso

Com a nota fiscal do automóvel adquirido e o documento de vistoria (caso necessária), é feita a solicitação do endosso de substituição.

Além de informar sobre a troca do veículo, é preciso atualizar seu corretor sobre outras alterações relacionadas à análise de risco, como quem são os condutores autorizados, de que forma é usado no dia a dia, se fica em uma garagem, entre outras.

3. Informe-se sobre os reajustes

Fatores como ano de fabricação, marca, modelo, valor de mercado, entre outros, também contam para estimar o custo do seguro.

A partir das informações obtidas, o corretor saberá informá-lo se serão feitos ajustes em relação ao valor da franquia e/ou do prêmio pago.

Se o ajuste for para mais, a diferença deverá ser cobrada pela seguradora ao segurado por meio de um endosso de cobrança; já se o ajuste for para menos, a seguradora deverá oferecer a restituição devida.

4. Confirme a cobertura e os serviços

Além das coberturas básicas, como em caso de colisão, incêndio, roubo e furto, veja se existe a necessidade de estender as coberturas adicionais, como para terceiros, considerando as condições de uso e características do novo veículo.

O mesmo vale para os serviços de assistência para troca de pneu, pane seca ou elétrica, entre outros problemas. É bom poder contar com um carro reserva, chaveiro, socorro mecânico, guincho 24 horas e até descontos em estacionamentos, entre outras facilidades e benefícios.

Por isso, pense bem e, se constatar a necessidade de nova(s) cobertura(s) ou serviço(s) de assistência, comunique seu corretor para que ele providencie o respectivo endosso.

Quando vale a pena trocar de seguradora?

Se ao recalcular o valor da apólice, após o respectivo endosso, a proposta oferecida pela seguradora ficar além das suas expectativas, comprometendo sua estabilidade financeira, peça para o seu corretor fazer a cotação do seguro com outras empresas.

Trata-se de um momento indicado para a negociação, no qual é possível batalhar por melhores preços e condições com diferentes seguradoras.

Porém, como a troca do carro pode aumentar o valor do seguro, além da tarifa do IPVA, desestabilizando o orçamento doméstico, sempre vale a pena consultar seu corretor antes mesmo de fechar um negócio.

As razões que levam à aquisição de um novo veículo são inúmeras: economia de combustível, espaço interno, conforto no dia a dia, entre outras. Independentemente dos motivos, o importante é manter sua família e bens protegidos. Agora que você conhece as vantagens de preservar o seguro na troca de carro, consulte seu corretor e atualize-o sempre que houver alguma mudança. Para saber mais, acesse nosso site!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo