Aprenda agora como funciona uma franquia de seguro automotivo

Automóvel
23/11/2018

Por: Milena

A tranquilidade oferecida por um seguro é indispensável para quem possui um veículo. Ao mesmo tempo, a franquia de seguro automotivo pode ser um gasto posterior não considerado pelo segurado.

Para não ter surpresas, você deve saber que existe um custo para o seguro, conhecido como prêmio (o valor que se paga para a seguradora). No entanto, se fizer uso da cobertura prevista na apólice, pode haver uma outra despesa: a franquia.

Continue neste post e saiba o que é e como funciona a franquia de seguro automotivo.

O que é a franquia de seguro automotivo?

A franquia de seguro automotivo é o valor que você deve pagar para sua seguradora quando acioná-la na ocorrência de algum sinistro. É um valor definido pela própria seguradora e indicado na apólice quando de sua contratação.

A franquia, portanto, corresponde a uma parte dos custos necessários para o conserto do veículo avariado, por exemplo. Não envolve, porém, as despesas realizadas com guincho, carro reserva e outros serviços oferecidos pelas seguradoras.

Desse modo, pequenos reparos muitas vezes apresentam um custo menor que o da franquia. Por sua vez, compartilhar responsabilidades com as despesas de um sinistro pode tornar o condutor mais cuidadoso, evitando acidentes, ao dirigir com mais atenção.

Quais os tipos existentes?

Existem vários tipos de franquias oferecidos pelas seguradoras. Observa-se uma tendência de ampliação dos valores mínimos e máximos alcançados por essa despesa.

De modo geral, podem ser definidos em função do perfil do motorista e do tipo de veículo segurado. Assim, alguns tipos são mais comuns e devem ser observados em todo seguro, mesmo em uma simples troca de veículo.

Franquia normal ou básica

É a mais comum, normalmente adotada inicialmente na maioria das apólices de seguro. Cada seguradora define o valor da franquia básica.

Franquia ampliada

Em geral, apresenta um valor duas vezes maior que o da franquia básica. Por outro lado, o valor total do seguro tende a ser menor.

Franquia reduzida

Quase sempre seu valor gira em torno de metade do que seria o da franquia básica. Nesse caso, o seguro apresenta um custo maior, como contrapartida.

Isenção de franquia

Embora limitada a algumas seguradoras, a isenção de franquia tende a fazer o valor do seguro ficar bem maior que no caso de uma franquia normal.

Como funciona?

A franquia do seguro automotivo é cobrada quando o dano resultante do sinistro for parcial. Por exemplo, vamos imaginar que você tem uma apólice de seguro do seu carro, cuja franquia é de R$1 mil. Se houver uma batida e as despesas de conserto do veículo somarem R$6 mil, a seguradora responderá por R$5 mil.

No entanto, considere que a franquia será cobrada se esse custo de recuperação não superar 75% do valor do veículo. Caso contrário, não se realiza o reparo e a seguradora indeniza conforme as previsões da apólice.

Como visto antes, a franquia não envolve os serviços assistenciais oferecidos. Existem, ainda, situações como furto e roubo, ocorrências de incêndio e raio, assim como o acionamento da cobertura de terceiros, que podem também ser isentas.

Agora, você já conhece a franquia de seguro automotivo e as formas de defini-la. Saiba que isso pode fazer uma grande diferença ao contratar o seguro para o seu carro.

Gostou deste post? Assine nossa newsletter e saiba tudo o que você precisa sobre seguros.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo