Meu seguro auto venceu. Quanto tempo tenho para renovar?

Automóvel
30/11/2018

Por: Marketing Pulso Seguros

A apólice de seguro que protege o seu veículo é válida por determinado período, isto é, tem data e hora certa para começar e terminar a vigência. Para fins de continuidade da proteção oferecida, é preciso que se proceda à chamada renovação de seguro auto.

Para não deixar essa providência para os últimos momentos, é importante acompanhar as previsões da apólice, em especial quanto ao dia do vencimento. Com esse cuidado, você pode tomar as medidas necessárias para que o seu patrimônio não fique descoberto e ainda realizar adequações para economizar no preço do seguro.

Para isso, algumas medidas facilitam essa iniciativa e garantem sua segurança. Continue neste post e saiba em quanto tempo e como renovar o seu seguro auto.

Importância de se manter atento às previsões contratuais

A apólice do seu seguro auto é o contrato onde estão as cláusulas e condições gerais, especiais e particulares acordadas. Além disso, as coberturas adicionais escolhidas, os valores e as formas de pagamento constam desse documento e estão ali detalhadas.

É importante, portanto, conhecer essas previsões e sobretudo estar atento à data de vencimento da vigência da apólice. Dessa forma, você terá tempo hábil para providenciar qualquer alteração que tenha ocorrido nas condições inicialmente contratadas ou que queira realizar.

Por sua vez, pode ser necessário realizar uma nova vistoria no veículo. Nesse caso, se você deixar para fazer tudo em cima da hora, poderá correr o risco de ficar alguns dias sem cobertura.

Diferenças entre novo seguro, renovação e transferência

Existem três situações referentes à condição de sua apólice de seguro auto que devem ser bem diferenciadas.

Novo seguro

O novo seguro pode ser o primeiro seguro, isto é, a primeira contratação que se faz para determinado veículo. Também pode ser a renovação do mesmo seguro, porém realizada após o vencimento do prazo de vigência da apólice anterior.

Transferência

A transferência do seguro é o aproveitamento que você pode fazer da apólice vigente de um carro de sua propriedade, para outro carro, também no seu nome. É uma iniciativa comum quando se troca de carro. Essa operação pode provocar mudanças nos valores até então pagos.

Renovação

A renovação é a forma de manter o seguro por mais um período, em razão da proximidade do vencimento da apólice. No momento da renovação, podem ser feitas algumas mudanças e adequações.

De qualquer modo, com a renovação é gerada uma nova apólice, e um novo período de vigência passa a ser considerado.

Características da bonificação

A bonificação é um desconto progressivo no valor do seguro, oferecido pelas seguradoras quando se dá uma renovação. Cada seguradora opera com seus próprios percentuais de bônus. Para conseguir o desconto, é necessário que não tenha havido sinistro, isto é, nenhuma ocorrência que requisitasse o uso do seguro.

Além disso, quanto mais vezes for renovado sem a ocorrência de sinistros, maior pode ser a bonificação oferecida e, desse modo, menor o preço final a ser pago. Existem, portanto, classes de bônus que variam progressivamente no desconto oferecido.

Outra característica do bônus é que se vincula à pessoa (proprietária) e não ao veículo ou à seguradora. Como resultado, você pode trocar de carro e manter o seu bônus, pois a ausência de sinistro caracteriza mérito do segurado.

Algumas situações podem levar à perda do direito à bonificação. Assim, no caso de ocorrência de um sinistro durante a vigência do seguro haverá perda na pontuação do bônus. Do mesmo modo, proceder à renovação após a data de vencimento também conduz à perda.

Por sua vez, os serviços de assistência 24 horas não alteram a bonificação quando acionados. Por esse motivo, o uso de guincho e socorro mecânico ou elétrico, por exemplo, não afeta a classe de bônus já alcançada.

Dicas para economizar na hora da renovação

A renovação do seguro auto pode trazer mudanças nos preços por diversas razões. Elevado número de sinistros registrados com o modelo do carro, assim como a ocorrência de sinistros provocando perda de bônus, são algumas das causas de possíveis alterações.

Dessa forma, alguns aspectos podem ser considerados para a hora da renovação:

Atenção para a época da renovação

De modo geral, o seguro auto pode ser renovado até 30 dias após o vencimento da apólice, porém não há cobertura após o vencimento. Os 30 dias são apenas para não perder a classe de bônus. No entanto, o primeiro cuidado a ser observado é não esperar pelo vencimento.

Para esse fim, é recomendável que, cerca de duas semanas antes do término da vigência da apólice, você procure o seu corretor para tratar da renovação. Com esse prazo, ele poderá avaliar suas pretensões, as mudanças necessárias e buscar no mercado a melhor condição.

Situação da classe de bônus

Por meio da classe de bônus que você alcançou, a seguradora estima o risco que o seu caso representa. Assim, uma boa posição de bonificação conquistada com sucessivas apólices sem a ocorrência de sinistro traz vantagens significativas nos descontos oferecidos.

Alteração nos dados antes informados

Alguns dados informados quando da confecção da apólice anterior podem ter sido alterados. Por exemplo, você pode ter mudado de endereço e de veículo ou o seu carro pode ter sido modificado.

Desse modo, uma reavaliação dos dados seguintes, entre outros, pode alterar o valor do seguro renovado:

  • mudança de endereço (o CEP é referência em razão de regiões de maior risco);
  • alteração do condutor (sexo e idade afetam o risco de sinistro);
  • mudança de veículo (alguns modelos apresentam maior probabilidade de sinistro).

Itens de segurança instalados

Diversos acessórios de segurança, quando instalados no veículo, propiciam maior proteção. Desse modo, tendem a reduzir os riscos de ocorrência de sinistros.

Com isso, o impacto no preço final do seguro pode ser ainda menor, quanto mais itens estiverem presentes. Entre os itens mais comuns, podem ser considerados:

Adequação nas coberturas contratadas

Certas coberturas e assistências anteriormente contratadas podem não ser mais necessárias agora. Uma boa revisão em todos os itens antes considerados poderá apontar alguns que podem ser dispensados, aliviando o preço do seguro.

Desse modo, quesitos como carro reserva, guincho ilimitado e descontos em lojas de manutenção, entre outros, talvez não sejam mais essenciais. Considere a sua realidade e faça as adequações.

Com essas considerações, fica nítida a importância de se mobilizar para a renovação de seguro auto mesmo antes de seu vencimento.

Gostou deste post? Entre em contato conosco e saiba tudo o que precisa sobre seguros.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo