Gestão de pequenas empresas: confira 6 dicas de sucesso!

Negócios
11/07/2017

Por: Milena

O empreendedorismo tem crescido de forma bastante vigorosa no Brasil. De acordo com uma pesquisa da Unitfour, empresa especializada em estudos de base de dados organizacionais, o número de empresas abertas em 2016 aumentou em 20%, em relação ao ano anterior. A maioria dos empreendimentos surge de capitais menores, o que aumenta a importância do tema gestão de pequenas empresas.

 

Mais sujeitos às intempéries do mercado e com menos recursos para investir em crescimento, os pequenos empresários precisam usar muita criatividade para fazer com que seus negócios prosperem.

 

Se você está nesse grupo, não se preocupe. Embora o esforço para tocar o negócio seja maior, com muito foco e dedicação os resultados podem ser alcançados. Veja, abaixo, seis dicas para ter sucesso na gestão da sua pequena empresa:

 

1. Ter um planejamento estratégico

As grandes empresas trabalham com base em um planejamento estratégico, que serve de base para que todos os colaboradores tenham um direcionamento sobre quais são os objetivos da organização. Se funciona para as grandes corporações, por que não funcionaria para pequenas empresas?

 

Embora pareça complexo, o planejamento estratégico é simples de ser feito quando se tem como base três elementos fundamentais: a missão, a visão e os valores da empresa. Esses três itens não estão ligados somente aos grandes empresários. Até mesmo pequenas lojas de bairro devem trabalhar com base neles. Quer saber como? Então veja o significado de cada um e tente encaixar as características da sua empresa:

  • missão: é a razão de ser da empresa. Para que você a criou? Qual o propósito dela?
  • visão: aponta para o futuro da empresa. A visão deve ser um norte a ser perseguido por você e seus empregados. Como e onde você pretende estar daqui a um, dois, três ou dez anos?
  • valores: são características que estão impressas no seu DNA, como ser humano. Palavras como ética, honestidade e responsabilidade estão entre as que podem definir os valores empresariais.

A partir das respostas a essas perguntas, você terá base para formatar o seu planejamento estratégico, que trará as metas para que você alcance seus objetivos.

 

2. Utilizar um sistema de gestão

Muitas vezes as pequenas empresas começam como um negócio idealizado por uma pessoa e que, com o passar do tempo, vai melhorando seus resultados e aumentando a estrutura de forma orgânica.

 

A questão é que nem sempre a gestão acompanha esse crescimento e, em pouco tempo, podem começar a surgir problemas operacionais que afetem os negócios.

 

Se você é o único responsável por gerir a sua empresa, não fique dependente apenas de planilhas, controles manuais e da sua memória. É hora de investir em um sistema de gestão.

 

Atualmente, existem vários softwares que permitem que você tenha um controle global de todas as ações da empresa, podendo atuar de forma on-line e tomar decisões mais rápidas e eficazes.

 

Os softwares de gestão podem ser utilizados no seu próprio celular, tablet ou computador, o que lhe dá maior mobilidade e rapidez.

 

Procure um software que atenda às suas necessidades como empresário e comece a testar essa forma de gestão. Você vai ver a diferença!

 

3. Ser organizada financeiramente

A saúde financeira da sua empresa é fundamental para que ela prospere no mercado. Principalmente em momentos de crise, como a que o Brasil passa atualmente.

 

Por isso, é muito importante que você mantenha sempre um bom controle de caixa, cuidando para que as receitas sempre superem as despesas.

 

No momento de fazer investimentos necessários, cuidado para escolher linhas de crédito que permitam que você gere o capital de giro suficiente para pagar as parcelas e os juros.

 

Tome muito cuidado para não misturar as finanças pessoais com as da empresa, um erro comum que os pequenos empresários cometem. Isso pode arruinar o seu planejamento financeiro, já que mascara a real situação orçamentária da empresa.

 

4. Manter um cronograma de treinamento

Manter sua equipe atualizada com as melhores práticas de mercado do seu ramo de atuação é fundamental para a saúde dos negócios. Como pequenas empresas nem sempre possuem profissionais dedicados ao RH, é preciso que você mesmo cuide dessa parte.

 

Portanto, elabore um cronograma de treinamentos que tenha um mix de cursos técnicos com motivacionais, levando a equipe a aprender e também a sair da rotina, para que o trabalho não fique muito pesado.

 

Se tiver muitas dificuldades nessa tarefa, não deixe de pedir sugestões à própria equipe sobre temas que possam ajudá-los a se manterem sempre atualizados.

 

5. Contar com um seguro empresarial

As pessoas contratam seguros para seus carros, celulares, imóveis, mas nem sempre se lembram do seu negócio. E o que não faltam são opções: o seguro empresarial está disponível para contratação nas principais companhias de seguros do país.

 

Essa modalidade oferece cobertura contra acidentes, incêndio, fumaça e explosões, entre outros. Para qualquer ramo de negócio, o seguro empresarial é um produto praticamente obrigatório, já que reduz muito os riscos que o empresário corre.

 

 

6. Investir em marketing e comunicação

Antigamente, levar a sua marca para a mídia era extremamente caro, o que praticamente inviabilizava que pequenas empresas se sobressaíssem. Mas a internet abriu um vasto campo para que as organizações, mesmo de pequeno porte, pudessem trabalhar suas marcas em canais variados.

 

Hoje em dia, você pode investir em comunicação e marketing utilizando as redes sociais como principal ferramenta. Perfis corporativos no Facebook, Twitter e Youtube custam muito pouco perto do retorno que são capazes de gerar.

 

Ao contrário do que ocorria há cerca de 10 anos, a atenção dos consumidores está totalmente voltada para seus tablets e celulares, o que faz com que um anúncio nas redes sociais tenha um enorme potencial de visibilidade.

 

E não é só isso: por meio da criação de conteúdos, você pode gerar tráfego para as redes da sua empresa, atraindo a atenção dos leitores com temas e abordagens interessantes e diferenciados.

 

Viu só como a gestão de pequenas empresas pode ser bastante eficaz com essas dicas? Se você tem mais alguma sugestão e quer contribuir conosco, registre seu comentário!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo