5 dicas de finanças pessoais que todo mundo deveria seguir

Negócios
2/06/2017

Por: Milena

O principal desejo de inúmeras pessoas é ter uma vida financeira tranquila, se livrando de endividamentos e conseguindo planejar o futuro. Para isso, é necessária certa mudança de hábitos, aplicando os principais conceitos de organização orçamentária.

 

O controle das finanças pessoais é o primeiro passo para que uma pessoa consiga organizar a vida financeira, obter algumas economias e, até mesmo, alcançar investimentos.

 

Existem alguns costumes básicos que todos devem fazer para conseguir ter uma vida financeira saudável. Independentemente da sua profissão ou do seu salário, você deverá transformar essas práticas em rotina, se beneficiando cada dia mais.

 

Interessou-se pelo assunto? Continue a leitura deste artigo e veja 5 dicas de finanças pessoais que todo mundo deveria seguir!

 

1. Evite as compras por impulso

A compra por impulso é o principal vilão de sua saúde financeira. Hoje em dia, utilizando um simples smartphone é possível realizar infindáveis compras. Por isso, é preciso muito controle para evitar compras por impulso.

 

Adquirir a nova camisa do seu time de coração, comprar aquele sapato que você acabou de ver ou, até mesmo, um relógio para combinar com sua roupa nova são compras facilmente realizadas, pela internet ou em estabelecimentos comerciais.

 

Mas, será que esses gastos são realmente necessários? Uma das melhores maneiras para evitar esse tipo de despesa é traçando objetivos financeiros. Trocar de carro, fazer uma viagem em família, poupar para a aposentadoria ou garantir o estudo dos filhos são situações que te levarão a pensar se efetivamente vale a pena realizar as compras.

 

Outra dica é: espere por, pelo menos, 30 dias para concluir se o item em questão é necessário ou não. Caso seja, procure por maneiras vantajosas de efetuar a compra, pesquisando os melhores preços do mercado, procurando por descontos e se atentando para o parcelamento, evitando fazê-lo “a perder de vista”.

 

2. Anote ganhos e gastos por meio de um aplicativo financeiro

A primeira mudança de hábitos que você deve proporcionar à sua rotina é anotar todos os ganhos e gastos. A única maneira de ter o controle de suas finanças pessoais se dá pelo conhecimento de quanto você ganha e, principalmente, do quanto você gasta.

 

Se você nunca fez isso, comece anotando todos os seus gastos diários. Todos mesmo, inclusive o cafezinho depois do almoço ou aquela balinha que comprou para seus filhos na padaria. Por mais que esses itens sejam de baixíssimos valores, a somatória deles poderá representar uma quantia significativa no final do mês.

 

Uma excelente alternativa para quem deseja mudar de hábitos e anotar todos os gastos são os aplicativos financeiros. Por meio deles, é possível registrar todos os seus gastos diários, evitando que eles caiam no esquecimento.

 

Esses softwares, além de serem mais práticos e intuitivos que as planilhas, evitam que você tenha retrabalho. Não será necessário anotar os gastos diários e depois transferi-los para a planilha. Como sempre estamos com o nosso celular, todos os registros poderão ser feitos, qualquer que seja o lugar onde estivermos e a qualquer momento.

 

A segurança dos softwares também deve ser considerada. Por meio da computação em nuvem, todos os seus dados estarão protegidos contra perdas, problemas de computador e outros fatores.

 

É interessante destacar que existem aplicativos financeiros que permitem a integração de sua conta bancária. Assim, todas as movimentações e os gastos com o cartão de crédito serão atualizados automaticamente. Todo o processo de gestão financeira ficará muito mais fácil.

 

3. Comece uma poupança

Outra dica de finanças pessoais é começar uma poupança. Agora que você sabe exatamente o quanto ganha e o quanto gasta e aprendeu a evitar compras por impulso e cortar os gastos supérfluos, é possível poupar um pouco do seu dinheiro.

 

Especialistas dizem que o ideal é começar guardando cerca de 10% do seu dinheiro e, se possível, aumentar esse percentual gradativamente. Considere a poupança como uma despesa, garantindo que você consiga guardar dinheiro todos os meses.

 

A poupança pode ser utilizada como investimento ou apenas como um local para depositar sua reserva de emergência. As reservas de emergência são fundamentais para serem utilizadas em imprevistos. Um acidente de carro, uma doença inesperada e uma viagem de última hora são situações em que comumente se utilizam a quantia financeira guardada como reserva emergencial.

 

4. Estude investimentos

Seguindo a linha de raciocínio do tópico anterior, é extremamente interessante que você comece a estudar investimentos. A poupança é uma excelente alternativa para uma reserva de emergência, mas para investimentos ela não é tão vantajosa assim.

 

Os investimentos podem ser utilizados para a realização de alguns sonhos e objetivos que você e sua família possam ter. A troca do imóvel por um mais novo e amplo, uma viagem internacional ou garantir a tranquilidade na aposentadoria são alguns bons exemplos.

 

Aplicando os principais conhecimentos em educação financeira em sua vida, você conseguirá juntar recursos para investimento. Para conseguir fazer o dinheiro trabalhar para você, é preciso estudar as principais opções disponíveis no mercado, definir o seu perfil de investidor e a sua tolerância ao risco.

 

Assim, será possível que você aplique seu dinheiro, certificando boas taxas de juros e provendo valorização em sua vida financeira. Vale a pena, não é mesmo?

 

5. Contrate seguros

A última atitude que listamos e igualmente importante que todo mundo deveria ter são os seguros. É essencial garantir segurança para que você e sua família possam viver plenamente e com tranquilidade.

 

Os seguros são extremamente utilizados para resguardar uma pessoa de qualquer tipo de risco. As principais modalidades são o seguro de vida, de responsabilidade profissional e o patrimonial. Este último pode englobar residência, carros, celulares, bicicletas e vários outros bens.

 

Porém, deve-se prestar bastante atenção na corretora a ser escolhida. Existem empresas no mercado que, em vez de trazerem tranquilidade, provocam uma verdadeira tempestade, deixando o segurado sem a devida assistência, gerando prejuízos financeiros e problemas pessoais. Isso sem considerar o excesso de burocracia.

 

Em contrapartida, existem empresas que possuem consultores especializados, que buscam conhecer os clientes, entendendo suas necessidades e os orientando sobre as melhores opções de produtos.

 

Além disso, essa alternativa permite que todos os seguros contratados sejam gerenciados em um único lugar, evitando confusões e demais problemas. Deve-se ressaltar, ainda, que a burocracia deixa de ser um problema, pois a plataforma em questão permite contratar seguros on-line.

 

Aplique as dicas que demos em seu dia a dia, mude seus hábitos e comece uma nova rotina o mais rápido possível. Certamente você não se arrependerá!

 

E então, aprendeu sobre finanças pessoais? Quer ter acesso a mais assuntos como este? Então, assine nossa newsletter e receba, em primeira mão, todos os nossos conteúdos!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo