4 dicas eficientes para reduzir custos de seguro empresarial

Negócios
28/01/2019

Por: Marketing Pulso Seguros

A contratação de seguros está entre as mais importantes e necessárias medidas de gestão. Mas, se por um lado envolve alguma despesa, por outro é perfeitamente possível reduzir custos de seguro empresarial.

Para esse fim, algumas iniciativas deverão ser tomadas, e as dicas para se alcançar um bom resultado estão neste post. Nele, você verá que vale a pena adotá-las.

Conheça, então, 4 dicas eficientes para reduzir os custos do seguro empresarial que você contrata.

1. Diagnosticar as vulnerabilidades da empresa

Identificar as fragilidades que possam representar situações de risco é o primeiro passo para corrigi-las ou eliminá-las. Assim, realize um mapeamento e identifique as principais instalações, atividades e procedimentos mais suscetíveis na empresa.

Trata-se de definir claramente as situações com maiores possibilidades de ocorrência de um sinistro, desde a queda de um raio até o furto de um equipamento. Assim, conhecendo as próprias suscetibilidades, pode-se avaliar as medidas preventivas necessárias para eliminá-las.

2. Adotar uma cultura de gerenciamento de riscos e ações preventivas

Quando uma empresa apresenta situações de risco patrimonial maiores, a ocorrência de sinistros se torna mais provável. Por essa razão, as seguradoras tendem a cobrar valores maiores pelo seguro nesses casos.

Uma iniciativa que deve ser tomada é investir no desenvolvimento de uma cultura de gerenciamento de riscos. O espírito de prevenção e de cuidado deve alcançar todos os colaboradores, mas, em especial, os gestores.

Assim, tomar medidas efetivas para redução das possibilidades de risco e definir procedimentos que reduzam as possibilidades de sinistros é essencial.

Para esse fim, devem ser consideradas situações envolvendo:

  • sistemas de acesso seguro;
  • cerca elétrica e monitoramento 24 horas;
  • portas corta-fogo, hidrantes e extintores em dia;
  • manutenção permanente das instalações elétricas;
  • instalação de para-raios;
  • instalação de rastreamento de veículos;
  • procedimentos internos e externos de segurança (abertura e fechamento de portões e local de parada de motoristas);
  • capacitação e treinamento para os colaboradores;
  • entre outras.

3. Avaliar as coberturas disponíveis

Existe uma grande variedade de coberturas, algumas básicas e outras adicionais. Eleja as que são realmente necessárias para compor seu seguro empresarial.

Nesse trabalho, você deve contar especialmente com seu corretor. Ele é a pessoa indicada e preparada para fornecer as orientações mais precisas e as alternativas disponíveis no mercado.

Com base no diagnóstico das fragilidades (maiores riscos) realizado, discuta com esse profissional as melhores opções para solucioná-las. Com isso, você vai direto ao ponto e contrata as coberturas de que realmente necessita.

4. Escolher a corretora ideal

Como o seu melhor parceiro para obter valores mais em conta na contratação é o corretor, a dica mais importante é a escolha de uma boa corretora de seguros, experiente e de confiança. Uma assessoria especializada pode fornecer o corretor mais adequado e com a experiência necessária para atender melhor a sua empresa.

Certifique-se de que se trata de corretora devidamente registrada junto à Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Este é o órgão responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, além de outros.

Com essas dicas para reduzir custos de seguro empresarial você está pronto para adequar sua organização e conseguir melhores preços.

Gostou do post? Então não deixe de conhecer o seguro de responsabilidade civil que pode proteger a sua empresa.

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo