Você entende o conceito de Seguro de Responsabilidade Civil?

Automóvel
5/12/2017

Por: Milena

Hoje em dia, ter um automóvel sem contratar um seguro de responsabilidade civil é uma atitude praticamente impensável.

 

De fato, quase sempre os eventos do trânsito independem da conduta do motorista. Até mesmo um condutor experiente pode se envolver em atropelamentos, batidas e outros transtornos.

 

Sendo assim, é recomendável que você conheça as principais características do seguro contra danos causados a terceiros e procure um serviço que atenda suas necessidades. Continue!

 

O que é responsabilidade civil?

Nossa legislação protege as pessoas e seus bens contra eventuais prejuízos causados por terceiros. Para isso, existem normas que organizam a conduta humana em sociedade, como regras de trânsito, leis sobre convívio em vizinhança, definição de crimes etc.

 

Acontece que, muitas vezes, as medidas de prevenção não evitam a ocorrência de danos, principalmente quando o fator sorte está envolvido.

 

Sendo assim, o Direito também fixa a obrigação de reparar os prejuízos causados, conhecida como responsabilidade civil.

 

O que é seguro de responsabilidade civil?

Ao se envolver em um incidente de trânsito, o condutor pode ser obrigado a reparar os prejuízos causados a terceiros.

 

Nesses casos, o seguro de responsabilidade civil possibilita o reembolso dos valores pagos, desde que o acidente tenha sido involuntário.

 

Essa proteção é chamada de facultativa, uma vez que funciona como um complemento do seguro DPVAT. Afinal, a solução obrigatória dificilmente cobrirá todas as consequências de um acidente.

 

Como funciona o seguro de responsabilidade civil?

O seguro de responsabilidade civil compartilha muitas das características de outras apólices, embora se diferencie em razão de sua cobertura. Veja os principais pontos:

 

Pagamento do prêmio

Os seguros funcionam com o pagamento de uma quantia à seguradora, cujo nome é prêmio.

Esse valor é diferente para cada pessoa, em razão dos cálculos de risco e dos limites de cobertura.

Contudo, no geral, os preços são bastante acessíveis àqueles com condições econômicas de utilizar um automóvel.

 

Cobertura

O seguro de responsabilidade civil abrange dois tipos de prejuízos causados a terceiros:

  • dano material, ou seja, aos bens da vítima do evento;
  • dano pessoal, ou seja, a integridade física da vítima.

Em ambos os casos, a ação do responsável pelo dano não pode ser intencional. Por exemplo, as pessoas não podem criar um acidente com o intuito de substituir o veículo pelo valor do reembolso do seguro.

 

Por fim, vale ressaltar que algumas seguradoras oferecem a proteção contra danos morais.

 

Esse adicional amplia a margem de segurança do segurado. Afinal, o seguro passa a abranger também o sofrimento profundo causado ao terceiro, o qual normalmente é indenizado em um processo judicial.

 

Valores pagos

Geralmente, o segurado pode escolher a amplitude do seguro de responsabilidade civil, entre as soluções oferecidas pela corretora de seguros.

 

Nesse sentido, é importante ressaltar que os conceitos de dano pessoal e material são bastante amplos. Logo, a quantia escolhida deve ser suficiente para garantir o pagamento de diversos itens, por exemplo:

  • despesas hospitalares, remédios, fisioterapia e afins;
  • conserto ou substituição de veículos, muitas vezes de alto valor;
  • pertences destruídos em razão do evento, entre outros.

Com efeito, seguros com cobertura abaixo de R$ 100 mil representam um risco para o segurado. Afinal, o dinheiro reembolsado pode não ser suficiente para arcar com a dívida.

 

Por isso, o ideal é optar por um valor significativo, principalmente porque o custo dessa cobertura adicional é relativamente baixo.

 

Responsabilidade da seguradora e do segurado

Em caso de prejuízos causados a terceiros, a seguradora responderá até o valor limite da cobertura, nos itens abrangidos pela proteção.

 

Tal reembolso pode ocorrer em um processo judicial ou em um acordo autorizado pela prestadora.

 

Contudo, caberá ao segurado o complemento de quantias e pontos não cobertos.

 

Por que contratar um seguro de responsabilidade civil?

No trânsito, a todo momento o condutor realiza manobras que podem causar danos a terceiros, como balizas, ultrapassagens, travessia de cruzamentos etc.

 

Acontece que esses imprevistos podem levar a uma consequência desproporcional às ações do motorista. Por exemplo:

  • uma batida leve em um carro importado pode ocasionar uma grande indenização em virtude do valor de suas peças;
  • um simples esbarrão pode derrubar um motoqueiro e produzir danos pessoas bastante graves.

Por outro lado, é importante destacar que as indenizações não são fruto da má-fé do motorista, mas apenas da responsabilidade pelo evento danoso.

 

Muitas vezes, o prejuízo é mera questão de sorte. O automóvel pode, por exemplo, apresentar defeitos nos freios, na direção etc.

 

Sendo assim, o principal motivo para contratar um seguro de responsabilidade civil é a imprevisibilidade, tanto da ocorrência como do valor da indenização por danos materiais e pessoais.

 

Quais são as principais vantagens do seguro de responsabilidade civil?

O seguro de responsabilidade civil traz diversas vantagens para o segurado. Veja os principais exemplos a seguir:

 

1. Proteção ao patrimônio

Em um processo judicial de indenização, o patrimônio do devedor será utilizado para o pagamento das compensações financeiras à vítima do acidente.

 

Logo, contar com um seguro evita a exposição de bens valiosos, como automóveis, apartamentos, casas, joias e quantias de contas bancárias e investimentos.

 

2. Previsibilidade dos gastos

Todo motorista assume riscos ao trafegar com seu veículo, embora apenas alguns se preparem para os possíveis prejuízos.

 

Nesse sentido, o seguro é uma forma de tornar os gastos previsíveis. Isto é, em vez de arriscar em uma indenização que varia de dezenas a milhares de reais, o segurado assume a responsabilidade por um valor fixo mensal ou anual.

 

3. Garantia de indenização às vítimas

Em diversos casos, o motorista que causou o acidente tem o desejo de reparar o prejuízo, contudo não dispõe dos valores necessários.

 

Consequentemente, o seguro também é uma forma de manter a consciência tranquila sobre suas ações no trânsito.

 

4. Maior tranquilidade e segurança

Os benefícios mencionados convergem para uma maior tranquilidade e segurança sobre os acontecimentos do dia a dia.

 

Com efeito, o seguro de responsabilidade civil elimina transtornos e permite que o segurado foque em outras partes da vida, como família, profissão, estudos, relacionamentos etc.

 

Gostou do artigo? Tem alguma experiência sobre seguros ou acidentes de trânsito? Deixe seu comentário no post e torne este conteúdo ainda mais relevante!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo