Planejando uma reforma residencial? Conheça os cuidados essenciais!

Residencial
12/10/2018

Por: Milena

A reforma residencial não pode ser uma aventura, embora sempre traga surpresas. É preciso tomar alguns cuidados para não cometer erros que gerem consequências desagradáveis.

Assim, a atenção com a estrutura e o orçamento ocupa lugar de destaque, mas não está sozinha. A segurança, a organização e a seleção adequada dos materiais a serem utilizados devem acompanhá-la.

Continue neste post e conheça os cuidados essenciais em uma reforma residencial!

Controle de gastos

A ausência desse cuidado pode originar uma grande dor de cabeça. Para evitar que o orçamento fique descontrolado, determine um teto máximo e não se permita ultrapassá-lo.

Para facilitar, faça uma programação das compras maiores e estude como será o pagamento, de modo que as parcelas não avancem além de suas possibilidades. E, como no planejamento financeiro pessoal, considere que uma reforma pode trazer imprevistos.

Utilização de um cronograma

Ao planejar as intervenções que fará no imóvel, elabore um cronograma das operações. Procure mantê-lo como uma referência essencial para a condução dos trabalhos.

No caso de condomínios, por exemplo, considere os horários e dias em que serviços de alvenaria não podem ser realizados. Esse fator pode limitar bastante a sua programação, então, esteja precavido.

Cuide, também, para que o cronograma da obra seja elaborado com base no plano financeiro, de modo que haja recurso disponível em cada passo tomado.

Estudo das estruturas originais

Tenha muita atenção ao quebrar paredes, abrir janelas ou deslocar portas. A estrutura original do imóvel deve ser respeitada em toda operação.

Colunas e vigas, por exemplo, não devem ser tocadas sem o parecer de um engenheiro ou arquiteto. Qualquer elemento que faça parte da sustentação da construção deve ser avaliado por um profissional habilitado.

Atenção à impermeabilização

Um dos itens que mais motivam uma intervenção nas paredes é a ocorrência de infiltrações. Se esse for o caso, é indispensável localizar a causa e saná-la.

O ideal é que todas as partes da casa que tenham contato com o solo ou a água sejam impermeabilizadas. Nesse quesito, fundações, lajes e contrapisos dos banheiros merecem planejamento especial.

A reforma é o melhor momento para tomar esse cuidado. Assim, dê destaque à impermeabilização logo no início do seu cronograma, em especial quando se tratar de casas de praia.

Uso de EPI

A segurança é indispensável em qualquer atividade. Nas obras e reformas de imóveis, a atenção a essa necessidade é ainda maior.

Capacete, calçado de segurança, luvas de raspa e máscara contra pó, entre outros, devem estar sempre presentes. Considere que a disponibilidade de equipamento de proteção individual (EPI) e sua utilização na obra é uma obrigação sobre a qual não pode haver discussão. Assim, sem EPI, sem obra.

Análise dos materiais

A diversidade existente entre os materiais para estrutura e acabamento disponíveis no mercado é muito grande. Por isso, é preciso ter o pé no chão para não se deixar levar apenas pelo preço e pela aparência.

Cada função requer uma qualidade. Assim, considere a razão do emprego de determinado material e paute-se por ela, principalmente. O custo e a estética devem vir depois. Tomando esses cuidados, sua reforma residencial será mais segura e livre de riscos!

Se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Eles, com certeza, também vão gostar de aprender com essas dicas!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo