6 cuidados especiais com a sua residência ao sair de férias

ViagemEstilo de Vida
28/12/2017

Por: Beth Rudge

A ansiedade que precede as viagens é normal, só não vale usá-la como desculpa para cometer deslizes com a segurança do lar! Tomar alguns cuidados com a residência ao sair de férias é importante para ficar sem preocupações na cabeça. Assim, você e sua família podem se desligar e relaxar.

 

Por isso, antes de arrumar as malas, certifique-se de que seguiu todas as recomendações sugeridas neste post. Como algumas medidas requerem certa antecedência para serem postas em prática, não perca tempo e mãos à obra!

 

Quais são os cuidados com a residência ao sair de férias?

Não importa se você vai ficar fora de casa por apenas um fim de semana, alguns dias ou por longos meses. Para se prevenir, execute o máximo de medidas de segurança possível.

 

Além disso, policie sua família e a si mesmo para criarem o hábito de conferi-las sempre que se ausentarem. Para não deixar passar nada, vale a pena colocá-las no papel e fazer um checklist. Confira:

 

1. Contrate um bom seguro residencial

Antes de qualquer coisa, tenha em mente que não é porque seguros residenciais têm valores acessíveis que você pode dispensar a cotação e contratar o primeiro que aparecer. Nada de pressa nessa hora.

 

Para encontrar a cobertura que melhor se encaixe às suas necessidades, conte com a consultoria de um corretor. Assim, você recebe uma boa indenização  em caso de furto ou de acidentes.

 

Além disso, mesmo se nada acontecer, o valor gasto não é em vão, pois existem as facilidades dos serviços de assistência, como chaveiro 24 horas, conserto de encanamento, entre outros, oferecidos pelas melhores seguradoras.

 

2. Suspenda ou redirecione assinaturas

Entre em contato com editoras e peça para suspenderem o envio das revistas e/ou dos jornais que assina. Se for possível, você pode redirecioná-los para outros endereços, como de parentes ou amigos que morem próximos.

 

Em relação a panfletos atirados portão adentro, bem como folhagens caídas pelo quintal, se conhecer alguém que possa recolhê-los (dia sim, dia não) e ainda pegar suas correspondências, vale a pena pedir o favor.

 

Não se esqueça de solicitar à empresa de telefonia responsável para transferir o recebimento de chamadas do seu telefone fixo para o seu celular, evitando que o aparelho toque o dia inteiro e dê bandeira de que não há ninguém em casa.

 

3. Saiba como guardar objetos de valor

Joias, relógios caros, obras de arte e documentos importantes, além de dinheiro, devem ser guardados em cofres de bancos. Como o noticiário não cansa de mostrar, cofres domésticos não são à prova de criminosos.

 

Já objetos com valor sentimental podem ser deixados sob a custódia de alguém de confiança, em outro endereço. Existe, ainda, a possibilidade de locar um espaço para armazená-los em uma self storage. Há boxes pequenos, ideais para itens menores.

 

4. Não deixe (quase) nada ligado ou aberto

Além do risco de sofrerem alguma avaria por conta de uma descarga elétrica, em decorrência da queda de raios, e acabarem queimados, eletrodomésticos em stand-by gastam energia elétrica.

 

Em relação à geladeira, quase sempre é preciso mantê-la ligada por causa de mantimentos congelados. Nesse caso, deixe-a em potência mínima, já que permanecerá fechada pelos próximos dias.

 

Por último, não se esqueça de desligar a campainha. Também é importante fechar a válvula do gás de cozinha, para evitar explosões, e o registro hidráulico, para se prevenir quanto a possíveis vazamentos.

 

5. Invista em sistemas inteligentes

Instale um temporizador e programe uma lâmpada para ser acesa durante algumas horas por noite, seguindo os hábitos da família (pode ser na sala de estar ou na cozinha, por exemplo). Assim, parece que vocês continuam em casa.

 

Já na área externa, coloque luzes com sensores de movimento no muro da fachada e também na garagem e no jardim, as quais acendem automaticamente e ajudam a inibir a ação de invasores.

 

Em relação aos sistemas de segurança, há itens mais acessíveis, como alarmes que chamam a atenção dos vizinhos, e os mais tecnológicos, como câmeras de vigilância que permitem o monitoramento remoto (em tempo real) pelo smartphone.

 

Atualmente, há modelos de câmeras em alta definição e com infravermelho (recurso que permite a visão noturna), que podem ser conectadas à central de monitoramento de empresas que prestam serviços de segurança residencial.

 

6. Cuide das trancas, chaves e cia

Instalar fechaduras e trincos extras nas portas de entrada, bem como grades em janelas, desestimula possíveis tentativas de invasão. Ao trancar o portão com cadeado, deixe-o sempre para o lado de dentro, para não dar impressão de que a família saiu.

 

E nada de deixar chaves “escondidas”, como dentro de vasos, encaixadas em batentes ou embaixo de tapetes, para o cuidador do bicho de estimação, a diarista ou quem quer que seja pegá-las. Ladrões também conhecem esses esconderijos batidos.

 

Por que não se deve descuidar das medidas preventivas?

É obrigação de cada um zelar pelo seu patrimônio, o que significa torná-lo menos vulnerável à ação de criminosos e, ao mesmo tempo, ao impacto de acidentes e eventualidades.

 

Porém, como imprevistos acontecem, vale a pena ir além e contar com o resguardo de um seguro residencial  o qual evita dores de cabeça. Com um custo baixíssimo, se comparada aos prejuízos dos possíveis estragos, o custo-benefício é inquestionável.

 

Como pedir a colaboração de um vizinho sem chamar a atenção?

Sempre que viajar, deixe seus contatos com um vizinho de confiança e peça para que ele chame a polícia e também o notifique caso perceba alguma movimentação estranha durante seu período de férias.

 

Ao mesmo tempo, avise-o que já tomou todas as medidas de segurança pertinentes e que está informando sobre a viagem apenas a ele, reforçando para que evite comentar sobre sua ausência com outros vizinhos. Quanto menos pessoas souberem, melhor.

 

Como mostrado, os cuidados com a residência ao sair de férias são imprescindíveis. Infelizmente, apenas dificultar o acesso e contar com a sorte não são suficientes. Por isso, invista em um bom um seguro residencial e realmente aproveite o seu período de descanso.

 

Agora que você já fez o checklist nas medidas preventivas, se deseja receber mais conteúdos como este, assine nossa newsletter!

0/5(0 Reviews)

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo