Quais são as coberturas de um plano odontológico?

Estilo de Vida
27/08/2018

Por: Milena

Muitas pessoas não dão a devida importância, mas manter a saúde bucal é tão essencial quanto cuidar da saúde como um todo. Isso porque muitas doenças que você nem imagina começam pela boca.

A questão é que nem sempre as pessoas se lembram de fazer exames preventivos e ir a consultas periódicas, buscando atendimento apenas em casos extremos de dor. Adquirir um plano odontológico pode ser uma ótima forma de cuidar melhor de sua boca, garantir visitas regulares ao dentista e evitar danos maiores, sem deixar de manter seus custos sob controle.

Da mesma forma que os planos de saúde, o plano odontológico funciona como um seguro de proteção ao usuário em caso de necessidade de despesas com atendimento dental. E, assim como qualquer outro plano ou seguro de saúde, ele também oferece uma variedade de coberturas, definidas de acordo com a operadora. Porém, o diferencial dos planos odontológicos é que neles não há, por exemplo, diferenciação de preço estabelecida pela idade do beneficiário.

A prevenção de problemas odontológicos como cáries, tártaro, placa e danos nas gengivas — os chamados problemas periodontais — costuma sair muito mais barata do que ter de arcar com consultas de emergência, em casos extremos. Basta comparar o preço de uma extração dentária ou tratamento de canal com o valor de uma mensalidade de um plano odontológico. Se compararmos com o valor de restaurações e próteses, a diferença fica ainda maior.

Neste post, você vai saber mais detalhes sobre as coberturas dos planos odontológicos. Continue acompanhando!

Os principais tipos de coberturas de plano odontológico

É comum que as operadoras ofereçam várias opções de planos para que os usuários possam optar por aquele que contempla melhor suas necessidades. Nesse momento, você deve atentar para os serviços que estão no descritivo de cada cobertura, porque nem todo mundo tem as mesmas expectativas ou necessidades quando se trata de atendimento dentário.

A divisão proposta pelas empresas de plano de saúde pode incluir dois ou mais tipos, mas sempre haverá um em que o usuário encontrará os procedimentos básicos determinados pela ANS. Já outras variedades podem oferecer um número cada vez maior de serviços.

Na hora da escolha do seu plano, você também deve levar em conta fatores que terão impacto na praticidade de usar os recursos: o tamanho da rede credenciada e o período de carência do plano, por exemplo, são aspectos que pesam bastante.

Cobertura básica

Essa cobertura inclui todos os tratamentos essenciais e obrigatórios determinados pela ANS. Serve para pessoas e famílias que não têm necessidades especiais nem precisam realizar tratamentos específicos e desejam uma ampla proteção:

  • consultas: podem ser iniciais para diagnóstico, de acompanhamento ou de urgência/emergência;
  • exames: nem todos os planos cobrem exames laboratoriais. Por isso, é recomendado se certificar desse ponto no momento da contratação. Entre os procedimentos possíveis, estão os testes de saliva, como os de fluxo e pH salivar, e exames anatomopatológicos, usados para diagnóstico;
  • radiografias: cobrem necessariamente a radiografia periapical (exame das coroas, das raízes e dos ossos dos dentes), a oclusal (nascimento e crescimento dos dentes) e bite wing (alinhamento das arcadas dentárias superior e inferior). Outra radiografia comum é a panorâmica, que possibilita a visualização de todos os dentes na mesma imagem;
  • tratamentos e procedimentos preventivos: incluem a limpeza e a profilaxia dos dentes, por exemplo, com a aplicação de flúor e a remoção de tártaro;
  • restaurações e tratamentos de cáries: também devem estar entre os procedimentos básicos;
  • exodontia: a temida extração de dentes;
  • colagem de fragmentos dentais: considerado um procedimento de média complexidade;
  • tratamento periodontal: inclui os cuidados com as doenças das gengivas, inflamações e cirurgias na área;
  • tratamento de canal: procedimento em que dentista abre o dente e extrai a polpa dentária. Essa especialidade é conhecida como endodontia.

Também estão incluídas especialidades como odontopediatria (que trata da saúde bucal de bebês e crianças), biópsias e cirurgias orais de pequeno porte e consideradas de simples complexidade.

Cobertura com serviços extras

Essa modalidade inclui outros procedimentos que não estão previstos na lista de serviços obrigatórios divulgada pela ANS. Eles podem incluir desde tratamentos ortodônticos até próteses complexas, clareamentos dentais e implantes.

A utilização desse tipo de plano também está sujeita a definições segundo a operadora, as quais podem variar de uma para outra, envolvendo, por exemplo, o período de carência para a realização de consultas, exames e documentação, no caso de usuários que farão procedimentos como próteses e uso de aparelhos ortodônticos.

Cobertura para procedimentos estéticos

Algumas pessoas buscam os planos odontológicos com necessidades específicas, que exigem atendimento especial e incluem procedimentos e tratamentos considerados mais complexos. É o caso, por exemplo, de beneficiários que desejam realizar procedimentos estéticos — como clareamento dental —, que necessitam de próteses ou que devem usar aparelhos ortodônticos para correção da posição dos dentes (o que requer também a realização de diversos exames).

A maioria dos benefícios também não costuma cobrir cirurgias para colocação de implante, principalmente em função do elevado custo desse tipo de procedimento. Para atender a necessidades mais complexas, há opções de planos com coberturas mais abrangentes.

Neste texto, explicamos a importância de se ter um plano odontológico, quais são os seus tipos e as coberturas que podem estar presentes em cada um deles. Reforçamos que a extensão dos procedimentos cobertos varia de acordo com cada plano e que os usuários devem ter um cuidado extra ao analisar, antes da contratação, seu perfil e o tipo de plano mais adequado a ele.

Agora que você já sabe mais a respeito da importância da prevenção e dos cuidados com a saúde bucal, ficou mais fácil entender por que contratar um plano odontológico é tão necessário. Se você ainda tem dúvidas sobre as coberturas oferecidas e não consegue identificar qual tipo de plano conseguiria atender melhor você e sua família, entre em contato conosco. Teremos o maior prazer em ajudá-lo na sua escolha!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo