Carro antigo: conheça mais dessa tendência que veio para ficar

Estilo de VidaAutomóvel
2/04/2018

Por: Beth Rudge

Você, provavelmente, já esticou o pescoço para observar um carro antigo circulando na rua, não é mesmo? Esses possantes bem conservados costumam realmente chamar a atenção, ainda mais se for um modelo deixado de ser fabricado há muito tempo.

Entre os diversos hobbies que existem no Brasil, a coleção de veículos antigos é um dos que está ganhando cada vez mais espaço. Para saber mais sobre essa tendência que só cresce, confira o post!

Paixão pelos clássicos

O automobilismo, por si só, já é um tema bastante atrativo. Incontáveis pessoas adoram carros e outros veículos motorizados. Não é à toa que existem revistas, programas e canais dedicados exclusivamente a esse assunto.

Dentro disso, há sempre espaço para admirar os automóveis que fizeram história. Quem é apaixonado por carros clássicos, por exemplo, não hesita em pagar uma pequena fortuna para adquirir um Opala conservado e com peças originais.

Esse tipo de hobby vai muito além de uma paixão. É, também, um contato direto com o passado. São poucas as sensações que se comparam a tirar um carro antigo da garagem para manutenção, ouvir o motor roncar e curtir o saudosismo de uma época em que nem sequer existia injeção eletrônica.

Sucesso das placas pretas

Uma das maiores conquistas para os colecionadores de carros antigos é a obtenção da famosa placa preta, emitida pelo Detran para veículos que cumprem os devidos requisitos para serem considerados clássicos. Entre eles, é preciso, pelo menos, 30 anos de fabricação e ter 80% das peças originais.

Porém, com a adoção do padrão Mercosul, as placas pretas deixarão de existir, o que desagradou muita gente. Mas os colecionadores ainda assim poderão diferenciar seus possantes, pois as placas passarão a ser brancas com letras cinzas. Elas não têm o mesmo charme das pretas, mas ainda se destacam.

Valorização de um carro antigo

Enquanto os carros novos costumam desvalorizar ano a ano, o contrário acontece com os clássicos. Um estudo realizado em 2016 comprovou que alguns carros antigos tiveram valorização maior que o ouro ao longo de 10 anos!

A líder desse ranking é a famosa Kombi Corujinha (fabricada até 1975), que valorizou 135,1% acima da taxa Selic. É claro que essa valorização depende de muitos fatores, como conservação, quantidade de peças originais, quilômetros rodados etc.

Se o veículo tiver a placa preta, essa valorização é maior ainda. Isso é um grande incentivo para que cada vez mais colecionadores surjam no mercado, pois enxergam esse hobby até mesmo como um investimento.

Organização e eventos

Quem tem um carro antigo não costuma sair andando com ele por aí. A conservação do veículo é a maior preocupação dos colecionadores. Por isso, não dá para ficar tirando o carro da garagem toda hora.

Por outro lado, é comum que as pessoas queiram exibir o seu possante clássico de vez em quando. Por isso, existem diversos eventos organizados por colecionadores e associações de antigomobilismo — nome dado a esse hobby —, que reúnem os apaixonados por carros antigos e permitem que eles exibam as suas raridades.

Esses eventos são excelentes para quem gosta de apreciar os modelos mais procurados, como o Opala, Maverick, Dodge Charger e até o famoso Fusca, que, apesar de simples, se tornou um clássico. Também é uma boa oportunidade para colecionadores trocarem ideias e conhecimentos entre si.

Geralmente, esses eventos são publicados em grupos e páginas do Facebook ou anunciados em programas e revistas sobre o assunto. Se você tem um carro antigo ou é apaixonado pelo assunto, confira se existe alguma associação no seu estado e não deixe de acompanhar os eventos que acontecem por aí!

Agora que você já entende um pouco mais sobre essa tendência, aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais para que seus amigos também conheçam o charme dos carros antigos!

Cadastre-se e receba nosso conteúdo exclusivo